Ladrões de bicicleta (1948)

País: Itália

Duração: 1 h e 29 min

Gênero:  Drama

Diretor: Vittorio de Sica

IMDB: http://www.imdb.com/title/tt0040522/

Na Itália marcada pela herança da Segunda Grande Guerra, Antônio Ricci é apenas mais um na multidão de desempregados. Desesperançado, ele sequer está atento quando lhe é anunciada uma nova sorte : uma vaga de trabalho como colador de cartazes – à qual só pode se apresentar, contudo,  com uma bicicleta, que ele “tem, mas não tem”.

É nesse contexto que desponta a narrativa de Ladrões de Bicicleta, um dos primeiros ganhadores do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro – que na época ainda não era entregue regularmente – e ícone do neorrealismo italiano, que enfocava a representação objetiva da realidade social e teve como marco inicial o lançamento de Roma, Cidade Aberta de Roberto Rossellini.

À custa do empenho dos lençóis da família, levado à efeito por Maria, sua esposa, Ricci consegue reaver a bicicleta que havia empenhado anteriormente para poder alimentar a mulher e os filhos. O problema que parecia resolvido, no entanto, estava apenas começando : quando lhe furtam a bicicleta já no primeiro dia de seu trabalho, ele se vê no centro de uma verdadeira odisseia, ao lado do pequeno Bruno, seu filho, na tentativa de recuperá-la.

Classificado por esse blog como o melhor filme italiano da história do cinema, Ladrões de Bicicleta expõe, tal qual O Pagador de Promessasmelhor filme nacional da história do cinema também segundo nossa classificação, um autêntico calvário de seu protagonista mas, enquanto Zé do Burro quer cumprir uma promessa que fez, Ricci quer ver cumpridas as promessas que lhe fez a vida através daquela bicicleta – tão única para ele, mas tão-somente mais uma para o resto do mundo, que trata sua angústia com total indiferença.

E, embora seja impossível para o espectador não se desesperar junto com ele, é quando não pode estar sobre a sua bicicleta que Ricci mais precisa se manter equilibrado, pois, por mais que tudo pareça perdido, é preciso evitar que junto com a esperança se vá a própria dignidade.

O trailer segue abaixo.

aDriano zuMba

Anúncios

3 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.