3 idiotas (2009)

País : Índia

Duração : 2 h e 50 min

Gênero :  Aventura, comédia, drama

Diretor : Rajkumar Hirani

IMDB : http://www.imdb.com/title/tt1187043/

Eis um filme espetacular, que, ao passo que diverte, emociona e proporciona tensão, faz uma série de críticas e transmite uma gama de mensagens utilizando com perfeição todo o potencial que a linguagem cinematográfica oferece. O título desinteressante e o pôster, no qual vemos três homens sentados em cadeiras que simulam nádegas, remetem a um pensamento automático de indiferença, entretanto, as surpresas estão só começando. A narrativa já ganha o espectador logo no início, na cena do trote. Trata-se de uma especiaria especialíssima oferecida dentro daquela famosa salada de gêneros, chamada de masala, proporcionada pela indústria cinematográfica indiana, que, infelizmente, ainda é pouco conhecida em âmbito global – principalmente nos países ditos ocidentais. Como o cinema na Índia é produzido em vários polos, “3 idiotas” é um produto VIP ou premium, para denotar algo com qualidade superior, produzido pela indústria cinematográfica da cidade de Mumbai – antiga Bombaim -, mais conhecida por Bollywood.

Proponho a seguinte sinopse: “O filme fala da amizade entre 3 rapazes que se tratam por idiotas : Farhan, Raju e Rancho. A linha principal da narrativa é a busca dos dois primeiros por Rancho, mas, na maioria do tempo, vemos flashbacks da época que eles eram estudantes de engenharia na faculdade. Farhan é frustrado, pois sua vocação é a fotografia e está cursando engenharia por imposição do seu pai. Raju é covarde e enxerga em sua formação – e posterior vida profissional – a única oportunidade de tirar sua família da pobreza. Rancho é uma pessoa sui generis. Inteligente, crítico e questionador, ele ensina seus amigos a viver e, ao mesmo tempo, apaixona-se pela filha do diretor e põe em xeque a ideologia de ensino da instituição e o aprendizado de seus colegas.”

Como depreende-se da leitura do primeiro parágrafo, “3 idiotas” é um filme surpreendente. Plot twists, ou seja, reviravoltas no roteiro, são abundantes – e o último é arrebatador. Além das surpresas aparentes e exteriorizadas, há também um tratamento inesperado em relação ao personagem Rancho – o personagem mais importante da história. De longe, ele é o mais lúcido e transparente dentre o rol de personagens, por conta de suas atitudes e seus pensamentos, porém guarda um segredo que, ao ser descoberto, evidencia suas motivações e expectativas quanto à vida, e obtém ainda mais o respeito das pessoas que o rodeiam. Aliás, Rancho é um personagem que merece um estudo de caso, um estudo psicológico. Por não ter o conhecimento necessário, não vou entrar nessa seara, mas, certa vez, li num site de psicologia que, por acaso, aludia ao filme em tela, que ser amigo de Rancho era terapêutico. Até hoje não vi comentário mais perfeito sobre um determinado personagem. Excelente leitura!

Em relação ao roteiro, é uma macro crítica que atinge o âmago de todos os entes que compõem aquele hipotético e ficcional sistema educacional – desde os que prestam o serviço até os que os recebem. Saliento que tal crítica pode ser estendida para a realidade de vários países no tocante a tal assunto sem dificuldade alguma. Métodos de ensino e aprendizado, motivações para o estudo, pretensões pós-formação, encorajamento à competitividade, pressão exacerbada e desnecessária, falta de comunicação, absolutismo e intransigência, falta de vocação, etc., são temas que são analisados ao longo da narrativa e evidenciam a falta de preparo das pessoas em geral para lidar com uma temática tão importante em todos os contextos, tanto individualmente, quanto globalmente, pois a educação é o alicerce para a formação de sociedades mais salutares. A escolha do curso superior aludido na narrativa, a engenharia mecânica, foi muito inteligente e também proposital, pois há, implicitamente, uma comparação entre homens e máquinas e a inevitável perda da individualidade e valores humanos essenciais. Por ser produzido na Índia, há, também, assuntos mais restritos à realidade local, principalmente a interferência extrema, com vieses impositivos, dos pais em pontos importantes da vida de seus filhos. Posso citar como exemplo, por ser mostrado explicitamente no filme em tela, a total falta de liberdade de Farhan para escolher sua formação superior. Nota-se que tal interferência é feita sem pudor algum, como algo natural e tradicional na cultura do país. A escolha do cônjuge pelos pais também é algo muito comum na Índia. No filme, Pia, a filha do diretor, está ligada a uma pessoa fútil e materialista, que possui valores totalmente antagônicos aos apresentados por ela. Depreende-se que, talvez, seja um relacionamento arranjado por seu genitor, pela normalidade com que esse tema é tratado no país.

Entre as várias mensagens proporcionadas pelo filme, destaco uma que foi jogada aos ventos várias vezes ao longo da narrativa – talvez com o intuito de fixação na mente das pessoas, pois ela faz bastante sentido: ”Estude para ter excelência, e não sucesso. Não corra atrás do sucesso. Corra atrás da excelência, e o sucesso correrá atrás de você.”

O trailer segue abaixo.

Adriano Zumba

Anúncios

5 comentários Adicione o seu

    1. Vou rever “3 idiotas” pois faço questão de fazer uma crítica decente desse grande filme. No começo do blog, eu apenas copiei alguns comentários que eu havia feito no filmow e transformei em post, de modo que alguns filmes não possuem críticas e sim comentários. Estou fazendo isso paulatinamente. 3 idiotas é um dos próximos dessa lista.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.